Parque Nacional Terra do Fogo

Esta a 11 km. de distância da cidade de Ushuaia ao sudoeste da Ilha da Terra do Fogo, limitando-se a oeste com a República do Chile. Foi criada em 1960 pela Lei nº 15.554, atinge uma área de 63.000 hectares e abrange o extremo sul dos Andes, o Lago Fagnano e a floresta subantártica ao litoral do Canal do Beagle.
Está dividido em três áreas: uma Reserva Natural Estrita com acesso proibido; uma da Reserva Natural Selvagem, com acesso restrito; e uma área de lazer, e é onde podemos visitar.
Ao contrário de outros parques nacionais do país, possui a particularidade de integrar paisagens costeiras, florestais e montanhosas e é o único em toda a Argentina que possui costas marítimas. No tamanho total, encontramos uma síntese da riqueza biológica da Ilha da Terra do Fogo e as belas paisagens.
O parque possui uma topografia glacial típica que alterna vales profundos banhados por rios, lagos e turbos com cadeias montanhosas orientadas de noroeste a sudeste.
A vegetação que caracteriza o Parque Nacional são as abundantes florestas de lengas, cerejas e coihues que cobrem uma vegetação rasteira de arbustos, musgos e samambaias; a vegetação acidentada das estepes altas dos Andes que sujeita a condições climáticas severas; e os turbais, constituídos por restos acumulados e compactados de detritos vegetais do relevo. A multiplicidade e profusão da flora fueguina, mudando a cada estação, dá cor e textura a lugares únicos, como a Baía Lapataia, o Lago Acigami e a Ensenada, onde ainda podemos encontrar vestígios dos antigos habitantes da região: os yámanas, montes de válvulas circulares chamadas "concheros", produto dos resíduos acumulados dos moluscos que consumiam.
O Parque Nacional é habitado por uma variedade limitada de animais selvagens devido ao clima inóspito, compreendendo cerca de vinte espécies de mamíferos e aproximadamente noventa espécies de aves. As espécies de mamíferos mais facilmente encontradas são a raposa vermelha e o guanaco; O restante das espécies são principalmente pequenos roedores, que não são tão visíveis para o visitante. Os pássaros mais impressionantes e com maior presença nas áreas abertas do parque são as três variedades de cauquenes - cabras da América do Sul - que geralmente são vistas como um casal; Você também pode ver pica-paus, chimangos, águias-pretas, variedades de garças e patos. Ao mesmo tempo, existem algumas espécies introduzidas pelo homem que, em poucas décadas, aumentaram seu número devido à sua rápida adaptação ao meio ambiente, como o coelho europeu, o castor, o rato almiscarado e a raposa cinzenta, causando em alguns casos sérios impactos sobre o meio ambiente.
Tranex Turismo S.A. proprietária da Ferrovía Austral Fueguina realiza parte do passeio dentro Parque Nacional Tierra del Fuego.
 

Para maiores informacoes: www.parquesnacionales.gov.ar